Resumo da Novela Os Dez Mandamentos - dia 31 a 04 de Setembro

|

Novela Os Dez Mandamentos - www.resumodenovelas.net
Resumo da Novela Os Dez Mandamentos - RECORD - 21h15

Confira o Resumo das Novelas da Record. A emissora disponibilizou os Próximos Capítulos da Novela "Os Dez Mandamentos" do dia 31 de Agosto a 04 de Setembro de 2015. Fique por dentro dos principais acontecimentos da semana...

Segunda-feira, 31/08/2015 - cap. 116
Karen leva bronca de Ahmós

Arão tenta se aproximar de Corá, mas o chefe dos escravos o destrata. Paser conversa com Simut e demonstra preocupação com a ordem do rei em trazer Janes e Jambres. Apuki diz que quer falar com Ana e Jairo. Yunet conta para Nefertari sobre a visita que Henutmire fez a Moisés. A rainha procura a cunhada e a questiona. Moisés tem novo encontro com Deus e recebe a ordem de procurar Ramsés novamente.Moisés diz para Arão que Deus quer que eles encontrem Ramsés no Nilo e revela ao irmão que o Egito sofrerá consequências pesadas pela teimosia do rei. Nefertari avisa Henutmire que o rei saberá que ela esteve na vila escondida e distribuiu alimentos para os hebreus.

Preocupada, a princesa desconfia que tenha sido delatada por Yunet. Sério, Apuki afirma para Ana e Jairo que se sente mal ao lembrar do sofrimento que causou em Judite e assume amar os filhos, apesar de não demonstrar. Karen fica incomodada com a fixação de Meketre em Safira. Yunet procura Corá para contar que já passou informações para Nefertari e em breve irá recompensá-lo. Ramsés fica chocado com a atitude de Henutmire ter ajudado os escravos. Nefertari confessa que soube do fato através de Yunet e o rei percebe que ela pode ser uma boa informante. Abigail fica preocupada ao saber que Bezalel foi até a casa de Meketre junto com Bak. Jahi comemora a escolha de Radina para ser a nova dama de Nefertari. Bakenmut acredita que Yunet pode se dar bem caso continue trazendo notícias de Moisés para o Ramsés.

Moisés avisa a família que Deus provocará algo grave nas águas do Nilo. Arão deixa os filhos espantados ao revelar a promessa de Deus contra os egípcios. Leila teme que Ramsés descubra que ela acompanhou Henutmire na vila. Nefertari pede para Karoma dizer aos oficiais que a chamem sempre que Yunet aparecer. Uri tem receio de que Ramsés expulse Leila do palácio. Bezalel recebe de Meketre os materiais para confeccionar a joia, enquanto Bak brinca com Hori e Meryt, sob olhares de Tais. Safira incentiva Karen a ficar mais próxima de Bak. Meketre disfarça a tensão ao ver que Bezalel está na companhia de Bak. Tais repara que o marido ficou inquieto, mas ele desconversa.

Gahiji fica preocupado em também ser punido pelo rei, já que preparou os alimentos para os hebreus. Henutmire encontra Ramsés indignado e pede desculpas ao irmão. Jahi se despede de Ramsés, argumentando que precisa seguir viagem. Karen chega à casa de Abigail e estranha não encontrar Bak. Joquebede percebe que Moisés está chateado com o fim da amizade com Ramsés e diz que ele precisa ser forte para enfrentar o que ainda está por vir. Karen reve Bak e fica contente ao saber que o filho foi bem tratado na casa de Meketre. Moisés e Arão seguem para o rio Nilo. O mensageiro avisa Paser que os magos Janes e Jambres estão a caminho do palácio. Amenhotep fica animado com as proezas que os magos estão prometendo fazer. Abigail se entristece ao ver Karen e Bak sofrendo com a despedida.

Desconfiado, Bak aproveita a distração de Abigail com Miriã para seguir a mãe. Moisés e Arão esperam por Ramsés. Joquebede procura Bina para questioná-la sobre a incriminação injusta com Safira. Tais fica espantada ao ouvir Ana afirmar que Deus enviou um libertador para tornar os hebreus livres. Bak estranha ao avistar Karen chegando à Casa de Senet. Karen leva bronca de Ahmós por ter saído sem avisá-lo. Bak entra escondido e fica chocado ao ver a mãe dançando no palco. Ramsés desdenha do poder de Deus e avisa que os hebreus não irão para lugar nenhum. Moisés pede que Arão toque as águas do Nilo com o cajado para que elas se tornem sangue, deixando Ramsés e os oficiais intrigados. As águas do rio viram sangue e os egípcios ficam incrédulos.


Terça-feira, 01/09/2015 - cap. 117
Nefertari se apavora ao ver a água toda vermelha

Espantado, Ramsés fica irado ao ver toda a água do Nilo transformando-se em sangue. Enquanto Tais conversa com Ana e Judite, elas são interrompidas pelo grito desesperado de uma cerva avisando que toda a água do Nilo está virando sangue. Karen percebe a presença de Bak e corre atrás do filho. Ela tenta conversar com o menino, mas ele se recusa a ouvi-la. Joquebede diz para Bina que sabe onde está Safira e que vai tira-la de lá. Abirão vira um balde de água sobre a mistura de palha com argila e todos se espantam ao perceber que o liquido virou sangue. Enquanto nada na piscina do palácio, Nefertari se apavora ao ver a água toda vermelha.

Paser e Simut fazem o ritual de libação. Eles ficam horrorizados ao verem sangue no lugar da água. Abigail tenta confortar Bak. Ahmós não se sensibiliza com a situação de Karen e ordena que ela volte ao trabalho. Ele fica chocado quando serve água para a moça e vê sangue no copo. Os egípcios se desesperam com a transformação da água. Nefertari avisa à Karoma que alguma maldição caiu sobre eles. Gahiji e Chibale também se espantam com a maldição. Enquanto pescam, alguns egípcios percebem uma mancha de sangue tomando o rio Nilo. Moisés e Arão se enchem de felicidade ao notar que a água não foi atingida na vila dos hebreus. Corá fica impressionado ao notar que a água dos escravos está limpa.

Irritado, Ramsés pede para chamar Paser e Simut. Radina se espanta com medo da maldição aos egípcios. Henutmire e Leila notam a água da cor de sangue. Meketre e Tais ficam temerosos. Leila começa a acreditar no milagre de Deus. Paser avisa ao faraó que os magos estão chegando. Leila pergunta a Uri e Hur se a água na vila dos hebreus também transformou-se em sangue. Corá pega um copo e sai de casa, deixando Bina encucada. Arão teme que o sossego dos escravos acabe quando o faraó descobrir que na vila tem água limpa.

Apuki se indigna com a situação das águas do Nilo. Sem água, Ahmós é obrigado a fechar a Casa de Senet. Abigail descobre que Bak já sabe toda a verdade sobre Karen. Safira incentiva Karen a conversar com o filho. Karoma alerta Radina sobre o amor que Nefertari ainda sente por Moisés. Henutmire diz para Hur que não confia nos magos Janes e Jambres. Ramsés conversa com Nefertari e diz que mostrará quem é o mais forte. Moisés teme o que o rei poderá fazer com Henutmire.

Karen vai até a casa de Abigail para tentar conversar com Bak e se desespera ao descobrir que o filho fugiu de casa. Enquanto anda sozinho pelas ruas, o menino é expulso de um beco por Yunet. Bezalael e Aoliabe procuram por Bak na vila dos hebreus. Ahmós pressiona e ameaça Safira. Gahiji avisa à Leila que nunca mais fará comida para os hebreus, pois foi ameaçado pelo faraó. Com o intuito de levar ao conhecimento do rei, Corá conta para Yunet que na fonte dos hebreus tem água limpa.


Quarta-feira, 02/09/2015 - cap. 118
Aoliabe tenta convencer Bak voltar para casa

Yunet se irrita ao perceber que o líquido no copo é sangue e faz questão de que Corá a leve ao poço dos hebreus para encontrar água limpa. Eliseba pensa no sofrimento dos egípcios sem água. Yunet fica espantada ao constatar que a maldição é somente contra o Egito. Joquebede se anima com a proximidade da libertação dos escravos. Corá observa Yunet na porta do palácio à procura de Ramsés. Irritado, o rei ordena que Ikeni expulse-a. Ramsés conta para Nefertari que foi procurado por Yunet e não quis recebê-la, deixando a rainha curiosa sobre qual seria o assunto.

Yunet avisa Ikeni que Ramsés irá se arrepender de ter a ignorado. Karen diz para Deborah e Abigail que não vai se perdoar caso algo de ruim aconteça com o filho. Bezalel chega desanimado, sem notícias de Bak, e Karen entra em desespero. Aoliabe consegue encontrar Bak e se esforça para convencê-lo a voltar para casa. Corá fica tenso ao saber que Joquebede planeja ajudar Safira a sair da Casa de Senet, após descobrir que ela não teve culpa de nada. Karen reencontra Bak e questiona se o menino pode aceitá-la como mãe. Gahiji se desespera com a quantidade de louças a espera de água para serem lavadas.

Ramsés aguarda a chegada dos magos para que eles resolvam o problema da água sangrenta dos egípcios. Leila descobre que Yunet procurou Ramsés e fica abalada. Ana sugere que Judite a acompanhe até a fonte da vila dos hebreus para tentarem encontrar água limpa. Moisés duvida que Ramsés já tenha mudado de ideia. Ao ver que só há sangue na obra, Apuki fica indignado por ter que dar folga aos escravos. Corá procura Joquebede para conversar. O oficial avisa Paser que os magos chegaram ao palácio. Henutmire desconfia que Yunet esteja agindo contra Moisés.

Ramsés fica satisfeito com a presença dos magos e os desafia. Janes e Jambres desaparecem na frente de todos, para espanto geral. A dupla reaparece e o rei se impressiona com o talento deles. Corá finge estar arrependido por ter assediado Safira, mas Joquebede não se convence. Abigail elogia a atitude de Bak perdoar Karen. Zelofeade teme como a mãe do menino conseguirá sair da Casa de Senet. Karen se prepara para partir e entrega para Safira a joia que havia sumido, revelando que a moça foi vítima de uma armação. Ahmós flagra a conversa das duas, deixando-as tensas. Janes e Jambres prometem ao faraó que irão resolver o problema com a água. Ramsés se revolta ao ser informado por Meketre que a água na vila dos hebreus permanece limpa.


Quinta-feira, 03/09/2015 - cap. 119
Safira entrega a joia para Ahmós

Ramsés ordena que Ikeni e Bakenmut busquem água na fonte dos hebreus. Sem alternativa, Safira entrega a joia para Ahmós e diz que a dívida está paga. O dono da Casa de Senet fica furioso e fuzila Karen com o olhar. Ele acaba libertando Safira. Karen diz que também está abandonando o prostíbulo e deixa cair suas economias no chão. Ahmós diz que ela só sai se entregar tudo antes. Eles brigam, Safira tenta interver, mas acaba sendo agredida. Tomado pelo ódio, o egípcio joga Karen contra a parede. Ela bate a cabeça em um móvel e vai ao chão.

Leila se espanta ao saber que o faraó pediu para os oficiais pegarem água na Vila dos hebreus. Tais decide levar os filhos até a fonte dos escravos. Safira chega até a casa de Joquebede e pede ajuda para socorrer Karen. Oseias e Calebe saem para resgatar a mãe de Bak. Henutmire vai ao encontro do irmão. Oseias e Calebe chamam Zelofeade e Bezalel para irem até a Casa de Senet socorrer Karen. Yunet leva alguns egípcios para beber água na vila dos hebreus. Judite conta para Apuki sobre a água limpa dos escravos. Tais fica horrorizada com a situação degradante dos escravos.

ori e Meryt matam a sede. Bak encontra os filhos de Meketre e Abigail fica tensa. Arão se preocupa com o estoque de água dos escravos. Zelofeade, Oseias e os outros chegam à Casa de Senet. Bakenmut e Ikeni pegam água na fonte dos hebreus. Ahmós diz que Karen está morta e ordena que os guardas expulsem os escravos. Joquebede e Miriã dão apoio à Safira. Zelofeade diz que eles precisam ser fortes para cuidarem de Bak. Egípcios se impressionam ao ver a água se transformando em sangue ao sair da Vila dos hebreus. Os filhos de Arão avisam ao pai e ao tio sobre a descoberta dos egípcios em relação a água da fonte dos hebreus. Ramsés se recusa a beber água na Vila dos hebreus e ordena que contaminem a fonte dos escravos.

Deborah diz para Abigail que algo ruim aconteceu com a mãe de Bak. Ahmós manda os guardas sumirem com o corpo de Karen. Ramsés se desentende com Henutmire e pede para ela se retirar da sala do trono. Oseias e Calebe avisam à Safira que Karen está morta. Abigail também é avisada e se desespera ao saber da notícia. Em conversa com Karoma, Radina defende Moisés. Enquanto Hur e Uri reclamam da sede, Leila avisa que o faraó não quer nenhum morador do palácio indo até a Vila. Chibale fica revoltado com a ordem do rei.

Meketre se arrepende de ter contado ao faraó sobre a água limpa na Vila. Bina conversa com o marido Corá. Ela avisa que Joquebede abrigará Safira. Zelofeade e Abigail tentam tomar coragem para contar a verdade ao menino Bak. Janes e Jambres jogam um pó na água da Vila dos escravos e a transforma em sangue. Aoliabe e Deborah avistam de longe e correm para contar a Moisés. Os magos chamam o Deus dos hebreus de farsa. Moisés é avisado e sai acompanhado de Arão. Ele chega até a Vila dos Hebreus e vê que a água foi transformada em sangue.


Sexta-feira, 04/09/2015 - cap. 120
Amenhotep desmaia no trono

Os hebreus ficam desolados ao verem que a água da fonte foi contaminada por sangue. Datã e Abirão cobram uma atitude de Moisés, que diz não ter recebido um novo chamado de Deus. Ramsés reage exultante ao saber que Janes e Jambres conseguiram transformar a água dos escravos em sangue. O faraó ordena que os magos transformem o sangue em água, deixando-os tensos. Sentindo-se fraco, Amenhotep quase desmaia devido à sede. Abigail e Zelofeade ficam comovidos com a tristeza de Bak pela morte de Karen. Ramsés se irrita com a demora de Janes e Jambres em fazer a mudança com o sangue. Os magos pedem que o faraó tenha calma e saem apressados para o templo. Amenhotep desmaia no trono e recebe os cuidados de Paser.

Ramsés e Nefertari ficam muito preocupados com filho. Nadabe diz que Corá terá que pagar por tudo que fez contra Safira. Joquebede explica a situação de Safira para Moisés, que se prontifica a ajudá-la. Safira chora, responsabilizando-se pelo fim trágico de Karen, e é consolada por Miriã. Bezalel acredita que Bak merece saber que é filho de Meketre. Aflita por Amenhotep está debilitado, Nefertari culpa Moisés pela falta de água. Moisés pede que Oseias vá até o alojamento e peça que Datã o encontre na casa de Corá. Joquebede encoraja Safira a não ter medo de reencontrar Corá, Bina e Datã.

Simut bebe vinho além da conta e irrita Paser. Karoma se desespera ao ver Pepy desmaiado devido à fraqueza. Leila sugere que Hur e Henutmire a acompanhem até a vila para que consigam beber água limpa. Bina e Corá se surpreendem com a presença de Moisés e Arão. Oseias chega depois, acompanhado de Datã, seguido de Joquebede com Safira. Apuki, Ana e Judite se afligem pela falta de água. Safira revela que foi agarrada por Corá à força. Corá tenta amenizar a acusação e Joquebede pede que Bina assuma a verdade na frente de todos. Datã descobre que Safira não teve culpa de nada e ameaça matar Corá.

Ao visitar Abigail, Leila desmaia e deixa Bezalel desesperado. Miriã fica surpresa ao receber Hur e Henutmire, sedentos por água. Moisés diz para Datã se conter, mas ele conta que Corá precisa ser castigado. Safira explica que apenas dançou na Casa de Senet e nunca se deitou com o cunhado. Chateado consigo mesmo, Datã se acalma e pede desculpas por ter condenado a esposa. Moisés concorda que Corá deve ser punido e Datã decide expulsá-lo de casa. Safira deixa Bina aliviada ao dizer que ela e os filhos podem permanecer. Emocionados, Datã e Safira abraçam-se aliviados com o fim do mal entendido.

Com ódio, Corá promete se vingar de Moisés. Bezalel e Abigail sugerem que Leila se mude para a vila, mas ela diz que não pode abandonar Uri. Moisés fica feliz ao encontrar Henutmire, porém se preocupa ao vê-la sofrendo pela seca no palácio. Bezalel deixa Meketre chocado ao contar que Karen está morta. Hur critica a teimosia de Uri, que prefere ficar com sede a ir beber água na vila. Yunet cai desmaiada e é socorrida por Corá. Moisés procura Ramsés para lembrar que o egípcios estão sofrendo por conta da seca e insiste para que o faraó autorize a partida dos hebreus.

Resumo das Novelas. Próximos Capítulos da novela "Os Dez Mandamentos".

0 comentários :

Postar um comentário

 

©2007 - 2015 Resumo de Novelas.net | Direitos reservados Google+