Resumo da Minisserie Plano Alto - dia 30 a 03 de Outubro

|

Minisserie Plano Alto - www.resumodenovelas.net
Resumo da Minisserie Plano Alto - RECORD - 23h30

Confira o Resumo das Novelas da Record. A emissora disponibilizou os Próximos Capítulos da Minissérie "Plano Alto" do dia 30 de Setembro a 03 de Outubro de 2014. Fique por dentro dos principais acontecimentos da semana...

Terça-feira, 30/09/2014 - cap. 1
Grupo de manifestantes pede a renúncia do governador

Um grupo de manifestantes, entre eles Rico (Bernardo Falcone) e Lucrécia (Carla Diaz), chega diante do prédio da Arrecadação Federal e aproveita a distração do segurança para invadir o local. O grupo aumenta e em poucos minutos o prédio está tomado por manifestantes, muitos deles mascarados. Assustados, os funcionários deixam o local, enquanto os jovens gritam palavras de ordem. Já no Palácio do Governo, o governador Guido Flores (Gracindo Jr.), acompanhado de Jorge (Henri Pagnoncelli), seu assessor pessoal, discutem a possibilidade do não comparecimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), instaurada pela oposição para derrubar Guido Flores do poder. A polícia é chamada para conter a ação dos manifestantes e o cerco se fecha no prédio da Arrecadação Federal. Guido, acompanhado de Jorge e Melissa (Camila Rodrigues), chefe de seu gabinete, deixa o palácio, onde um grupo de manifestantes se agrupa com faixas e cartazes pedindo a renúncia do governador.

Alguns meses antes

Guido, Melissa (Camila Rodrigues) e Jorge deixam o Palácio da Esperança em direção ao Hospital Estadual, onde são aguardados para a inauguração de uma nova ala. Insatisfeitos com a atual situação da saúde pública, os profissionais da área articulam a greve geral da categoria. O que mais incomoda Guido, no entanto, é a eminente possibilidade da CPI, liderada pelo deputado Luisinho Papudo (André Mattos), seu principal inimigo político. Cauteloso, Guido articula com seus aliados políticos em Brasília, entre eles seu filho João Titino (Milhem Cortaz) e sua cunhada Júlia (Daniela Galli), que tentam frear a abertura da CPI. Em Brasília, Júlia e João conversam sobre a dificuldade que estão enfrentando para que a CPI não aconteça. Júlia se diz descrente e João fala que irá tentar uma última cartada durante seu discurso.

Momentos antes de Papudo fazer a denúncia contra Guido, Lucrécia tenta fazer uma entrevista com o deputado, mas ao saber que a matéria é para um jornal universitário, ele dispensa a jovem jornalista, que fica irritada. Guido chega ao hospital onde se depara com os manifestantes. O deputado Geraldo (Floriano Peixoto), líder sindical dos profissionais da saúde, tenta conter os colegas e pede para segurar a greve, pois acredita que ainda existem margens para negociação. A decisão gera discussão entre os manifestantes. A enfermeira Soraia (Flávia Monteiro) diz para Geraldo que ele está mais preocupado com seus interesses em Brasília. Papudo abre o discurso e pede a CPI contra Guido Flores. Paula (Mariah Rocha) convence Rico a participar da manifestação que irá acontecer no centro do Rio.

Rico prefere não se meter com política e diz que não quer fazer parte dos protestos, mas acaba convencido. O jovem casal deixa o apartamento sem que Dora (Jussara Freire), avó de Rico, perceba para onde ele está indo. Traçado (Guiseppe Oristânio), o companheiro de Dora, se diz insatisfeito com a situação política da escola de samba da qual faz parte. Paula pede explicações sobre a história familiar de Rico, que desconversa. No hospital, Guido faz um discurso e diz que as verbas para a saúde aumentaram em 10% ignorando os manifestantes. Jorge liga para João e diz que o governador passa por uma situação difícil e pede para o deputado tomar providências. O pedido deixa João pensativo. Papudo diz para jornalistas que está prestes a conseguir o número de assinaturas suficientes para a instauração da CPI contra Guido. Júlia diz para João que tem armas para calar Papudo.

A deputada volta para o Rio de Janeiro onde se encontra com seu irmão Álcio (Nill Marcondes), que promete ajuda-la, pois conhece alguns escândalos em que Papudo está envolvido. Paula e Rico se encontram com Lucrécia ao meio da manifestação. Lucrécia diz que está com raiva de Papudo e que odeia todos os políticos. Paula diz para ela tomar cuidado com o que fala porque Rico é filho de deputado e deixa o garoto sem graça. Dora e Traçado assistem à manifestação pela televisão. A manifestação ganha força com a chegada de jovens mascarados com bombas o que dá início a uma grande confusão, com tiros de balas de borracha, pedradas e pauladas. Rico, Paula e Lucrécia tentam fugir, mas são pegos pelos policiais e Rico acaba preso.

Em Brasília, João Titino faz um discurso e defende seu pai, o governador Guido Flores. Geraldo assiste à manifestação em um motel ao lado de Soraia e deixa clara a relação amorosa entre os dois. Soraia diz para Geraldo que a categoria quer a greve, mas o líder sindical diz que isso seria um desastre. Os dois param de discutir e vão para a cama. Guido e Jorge se reúnem com Hernani (Victor Fasano), o Secretário de Segurança, para decidir como lidar com os manifestantes. Guido pede para que o secretário tente conter os grupos rebeldes.

Após discurso de João Titino, repórter pergunta ao deputado se o fato dele ser filho do governador não enfraquece os argumentos de defesa a favor de Guido. João diz que não, pois todo o Brasil sabe que os dois tiveram vidas independentes, já que Guido somente soube da existência de João quando ele tinha dez anos e que a ditadura os separou antes mesmo dele nascer. O deputado fala ainda que jamais dependeu do pai e vice-versa. Guido volta para casa em companhia de Melissa e Jorge e são recebidos por Yolanda (Ester Góes), mulher do governador. Guido diz para a mulher que se é guerra que eles querem, é guerra o que vão ter.


Quarta-feira, 01/10/2014 - cap. 2
Aldomar mostra para Álcio um vídeo comprometedor de Papudo

Paula e Lucrécia, acompanhadas de outros manifestantes, vão até a porta da delegacia para pedir a liberdade de Rico. Lucrécia diz que precisa avisar a família de Rico e Paula liga para Dora, deixando a avó do rapaz indignada. Jorge e Guido acompanham o final da manifestação pela televisão. Carlos Alberto (Juan Alba) faz uma visita para Guido e conta das novidades sobre a CPI. Júlia diz para João que irá conseguir as provas que envolvem o deputado Papudo em um escândalo e fala que custará caro.

Carlos Alberto diz que a imprensa está interessada na CPI e diz acreditar que acha difícil não acontecer a comissão. Yolanda tem dificuldades para disfarçar sua aversão a Júlia. Dora vai para a delegacia e tenta tirar Rico da cadeia, sem sucesso. Traçado fala para Dora chamar o deputado João Titino, pai de Rico. Guido, Yolanda, João, Júlia, Maria Luísa (Francisca Xavier), Carlos Alberto, Jorge e Melissa discutem os rumos da manifestação sem entender quais são as reivindicações dos jovens manifestantes. Guido diz acreditar que o povo esteja de saco cheio de todos os políticos.

João diz que a culpa é do governo federal. Guido comenta que Torril, presidente da república, procura um jeito de colocar a culpa das insatisfações nos governos estaduais. Dora liga para João e conta que seu filho Rico está preso. João diz que vai para a delegacia e conta o ocorrido para a família. Guido fica indignado. Jorge pondera a questão e diz que é melhor João e Guido não se envolverem na história. Jorge se oferece para ir à delegacia soltar Rico. Dora tenta invadir a delegacia e Traçado apanha do policial no lugar dela. Durante uma reunião política com Guido, João e Carlos Alberto, Júlia conta que descobriu que o deputado Luisinho Papudo não é santo e pede paciência para juntar as provas.

Guido se mostra grato a Júlia, que age com ironia, dizendo que faz isso por se sentir revoltada ao ver um pilantra caluniando um homem de bem. Yolanda diz para Maria Luísa e Melissa que Dora fez a cabeça de Rico para se envolver na manifestação. As três aproveitam a oportunidade para falar mal de Júlia. Melissa diz para Yolanda que foi Guido quem pediu ajuda a João e Júlia. Jorge consegue tirar Rico da cadeia e o leva para casa, deixando Dora emocionada. Jornalistas vão até a casa de Papudo para entrevistar o deputado e são observados de longe por Álcio (Nill Marcondes) e Ramos (Paulo Hamilton), que procuram as pistas do envolvimento de Papudo em uma orgia.

Ao lado da mulher Renata (Raquel Nunes)e da filha Maísa, Papudo dá uma entrevista. Guido, Carlos Alberto e Jorge acompanham a reportagem de Papudo pela televisão, que fala sobre uma possível desonestidade de Guido Flores frente ao governo do Estado. Geraldo diz que é sacanagem o que estão fazendo com o governador. Adriana (Janaína Ávila), mulher de Geraldo, diz que sabe que ele tem outras mulheres e conta que apenas mantém o casamento por conveniências políticas. Adriana revela que se descobrir alguma traição será o fim do casamento. Alfredo (André Ramiro) diz para Soraia ficar atenta devido à estranha relação que ela tem com Geraldo, deixando-a irritada.

Júlia cobra de Álcio as provas contra Papudo, que pede paciência à irmã. Álcio e Ramos seguem Aldomar (Sandro Rocha)e ordena que ele pare o carro. Álcio diz para Aldomar que sabe que ele tem um vídeo comprometedor de Papudo. Paula liga para Rico e pede desculpas por tê-lo convencido a participar da manifestação. Rico diz que ficou com ódio e que continuará participando do movimento. João vai até a casa de Dora visitar o filho. João e Dora discutem e Rico ouve a briga tenso. Dora diz para João que ela cuida do garoto desde que ele era bebê. Rico vai até a sala e pede para que eles falem baixo. Paula e Lucrécia conversam sobre o parentesco de Rico. Aldomar mostra para Álcio um vídeo comprometedor com a participação de Papudo em uma orgia.


Quinta-feira, 02/10/2014 - cap. 3
Guido vai a Brasília para uma reunião com o presidente da República

Durante almoço com Dora e Rico, João Titino diz que não é contra as manifestações e lembra que começou a carreira política como cara pintada, que contribuiu para tirar o presidente Collor do poder. Dora diz que Rico não irá seguir a mesma trajetória do pai e do avô. A contragosto de Dora, João conversa com Rico sobre política e orienta o garoto a não se colocar em roubada. João conta para Rico que gostaria de ter convivido mais com o filho. João convida Rico a passar um tempo na casa dele contrariando Dora. Rico diz que irá pensar na proposta.

Durante o discurso de Júlia na sessão da Assembleia Legislativa, a deputada diz que os documentos que incriminam o governador Guido Flores são falsos. Papudo, que participa da sessão diz que tem provas que os documentos são verdadeiros. Josimar (Bruno Padilha), presidente da casa, pede para que Papudo fique em silêncio. Júlia encerra o pronunciamento dizendo que aguarda as provas contra o governador. Álcio liga para Júlia e conta que conseguiu o vídeo que mostra Papudo participando de uma orgia.

Os dois se encontram e Álcio cobra de Júlia o dinheiro pelo trabalho. Júlia mostra o vídeo para João, o governador Guido e para o jornalista Carlos Alberto. Guido sugere que Carlos Alberto divulgue o vídeo nas redes sociais e pede discrição já que o vídeo não pode ser relacionado ao palácio do governo. Guido diz para Júlia que Jorge irá pagar as despesas que a deputada precisou para conseguir o material. O governador agradece a lealdade de Júlia. Sem saber que todos já tinham conhecimento do vídeo, Papudo chega na Assembleia Legislativa e não entende os gestos dos colegas, que tentam conter as risadas.

O presidente da casa chama a atenção de Papudo e mostra o vídeo para o deputado que fica indignado. Com muita raiva, Papudo diz para o presidente da Assembleia Legislativa que sabe que foi o governador quem espalhou o vídeo na internet. Papudo promete vingança ao homem que cedeu o vídeo para os aliados do governo. Muito envergonhado, o deputado Papudo teme pela mulher e diz estar ferrado. Irônica, Júlia faz um pronunciamento da Assembleia e diz que não concorda com a invasão da privacidade de um membro da casa. O presidente da Assembleia diz para Papudo negar o vídeo para a mulher, já que uma separação seria muito impactante. Guido organiza uma grande festa para comemorar seu aniversário.

Yolanda diz para Carlos Alberto que ele será o responsável pela cobertura da festa de Guido, deixando o jornalista satisfeito. O presidente da República pede uma reunião com Guido, que se prontifica a ir até Brasília. Dora e Traçado discutem a possibilidade de Rico ir morar com o pai. Irritada, Dora diz que não quer ver o neto convivendo com políticos, especialmente com a nora Júlia, a quem detesta. João e Júlia conversam sobre a possibilidade de Rico ir morar com eles. João diz que pretende orientar Rico sobre política e convencer o garoto que ele não é um político corrupto. Rico conversa com Paula e Lucrécia sobre a possibilidade de ir morar com o pai.

Paula diz que adoraria conhecer o pai e o avô de Rico. Rico fala para Dora que acha interessante a ideia de passar uns dias com o pai e deixa a avó magoada. Papudo entra em casa e encontra com Renata, sua mulher. Os dois discutem sobre o vídeo e o deputado fala para Renata que a festa aconteceu muito tempo antes de se casarem. Renata coloca o vídeo e reconhece o relógio que ela deu para ele, além da aliança. Com raiva, Renata atira uma garrafa contra Papudo, que vai para o hospital com um hematoma no rosto. A pedido do diretor do hospital, o deputado é tratado com discrição, mas vira chacota entre Soraya e Alfredo.

O presidente da Assembleia Legislativa visita Papudo no hospital. Papudo diz para o presidente que a mulher saiu de casa com a filha. O presidente diz que ele precisa reverter a situação, caso contrário sua carreira política ficará ameaçada. Júlia entrega o dinheiro combinado para o irmão Álcio. Rico chega com uma mochila no apartamento e é recebido por Júlia. Rico diz que decidiu passar uns dias no apartamento do pai e da madrasta e os dois conversam amigavelmente.

Guido vai a Brasília para uma reunião com o presidente da República acompanhado de Jorge. Guido diz para Torril que precisa de apoio do governo federal. Torril diz que tem acompanhado as manifestações no Rio. Guido lamenta a atual situação da saúde pública no estado. Guido diz para Torril que tem certeza que a fonte dos ataques contra ele é Brasília e pede ajuda ao presidente. Paralelamente, Geraldo faz um discurso na Câmara dos Deputados e aponta a saúde como um sistema caótico.


Sexta-feira, 03/10/2014 - cap. 4
Polícia avança contra os manifestantes com gás lacrimogênio

Durante o discurso, Geraldo ameaça uma greve dos profissionais da saúde. Alfredo e Soraya discutem sobre a greve e organizam uma manifestação na cidade para chamar a atenção das autoridades. Torril garante a Guido que do governo dele não sairá nenhum ataque contra ele. Guido afirma que ouviu rumores de que alguém do palácio está tentando comprometer o governador. Torril fica nervoso quando Guido diz que irá concorrer à presidência com ele e garante que nada tem a ver com os ataques.

Na saída de Guido do Palácio do Planalto, um repórter pergunta a Guido o motivo da visita ao presidente. O governador diz que veio pedir recursos de investimento na saúde do estado. O jornalista pergunta ainda sobre a CPI e Guido diz que esse assunto não foi tratado na reunião. Torril chama seu assessor e pede para que ele plante uma notícia em um jornal de fofocas sobre a visita de Guido. Durante pronunciamento na Câmara dos Deputados, João Titino e Geraldo discutem sobre a situação da saúde no Rio de Janeiro.

Repórteres continuam acompanhando Guido e tentam especular sobre a sua visita ao presidente Torril. Geraldo se encontra com Guido no Planalto e pergunta se conseguiu recursos para a saúde. O governador responde positivamente para o deputado, mas diz que são apenas promessas. Papudo tenta descobrir quem passou o vídeo para seus inimigos políticos e cita o nome de Aldomar. Josimar tenta convencer Renata a voltar para Papudo. Josimar propõe a Renata que se vingue do marido, mas que não se separe dele para não estragar a sua vida política. Josimar conta a Papudo que convenceu Renata a conversar com ele.

Renata visita Papudo e diz que ela somente voltará se ele usar um cinto de castidade. O deputado fica atônito com a proposta e se recusa a usar o mecanismo. Ramos e Álcio vão até o bar de Aldomar e entregam o dinheiro do pagamento pelo vídeo, sem perceber que há um espião no local. Melissa, Maria Luísa e Yolanda organizam a festa de aniversário de Guido. Júlia pergunta para Rico se ele recebeu o convite para o aniversário do avô. Rico pede para convidar Paula e Lucrécia. Yolanda fica surpresa ao saber que Rico está morando com João e diz que não confia neles. Dora diz para Traçado que acha que foi ideia de João em levar Rico para morar com ele é ideia de Guido. Lucrécia convida Rico a participar de uma manifestação dos funcionários da saúde.

Jorge mostra a Guido uma nota de um jornal de Brasília que diz que o governador foi até a capital federal para pedir que o presidente da República interceda junto à Polícia Federal para impedir a divulgação das provas de corrupção contra o governo do estado, deixando Guido transtornado. Aldomar é atropelado e morre. Rico e Lucrécia vão para a manifestação em frente ao palácio e cobrem o rosto para não serem reconhecidos e se juntam a outros mascarados. Guido e Jorge se reúnem com Hernani, o secretário de segurança para saber como lidar com os manifestantes. Black Blocs e policiais se enfrentam e dão início a uma batalha campal. Lucrécia e Rico participam da confusão e fotografam a ação da polícia.

Geraldo, líder do sindicato, tenta conter os ânimos e sugere que não tentam invadir o palácio, contrariando todo o grupo. O delegado Santeiro (Raul Gazolla) e a investigadora Toninha (Bia Montez) vão até o lugar do atropelamento e dão o caso como acidente. Papudo é informado sobre a morte de Aldomar. Jornalistas entrevistam Papudo que nega a veracidade das imagens do vídeo e acusa Guido Flores pela divulgação do material. Renata e a filha visitam Papudo e aparentam estar tudo bem. Jornalistas ficam intrigados e fazem perguntas à Renata, que diz confiar no marido.

Ramos conta para Álcio que Aldemar morreu atropelado e ficam preocupados. Durante a manifestação, Soraya se machuca e é socorrida por Rico, que acaba mostrando o rosto. A polícia avança contra os manifestantes com gás lacrimogênio e bombas de efeito moral. Um policial consegue tirar o celular com as fotos das mãos de Lucrécia e quebra o aparelho. Lucrécia reage, mas é contida por Rico. Os dois fogem e se escondem em um beco, ficando muito próximos.


Resumo das Novelas. Próximos Capítulos da novela "Plano Alto".

0 comentários :

Postar um comentário

 

©2007 - 2017 Resumo de Novelas.net | Direitos reservados Google+